Home Notícias

Funad publica nota sobre suspensão do cadastro biométrico

Image alt


Na manhã desta terça-feira (28) ocorreu na sede da Funad uma reunião com entidades do segmento da pessoa com deficiência, Secretaria de Mobilidade (SEMOB) e SINTUR para discutir os impasses no recadastramento biométrico das pessoas com deficiência. Como resultado, a Funad decidiu por suspender o recadastramento até que as problemáticas relatadas diariamente sejam resolvidas.

A proposta de suspensão esteve em pauta durante a audiência ocorrida no último dia (09) na Promotoria de Justiça do Consumidor (MP-PROCON), com a participação do SINTUR, FUNAD, NDV/FCD e ASDEF e foi defendida sistematicamente pela Asdef como alternativa em prol da resolução do impasse.

A Asdef parabeniza a decisão da presidente da Funad, Simone Jordão e se disponibiliza para somar esforços nessa luta. Entenda o que é o cadastro biométrico e os impasses ocorridos através do documento: CADASTRO BIOMÉTRICO - NENHUM DIREITO A MENOS. 

Confira na íntegra a nota da Funad.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Funad informa que à partir de amanhã (29/11), o Recadastramento Biométrico realizado pelo SINTUR, nas dependências da Instituição, está suspenso.

A decisão foi deliberada numa reunião com representantes da Asdef e demais entidades, Sintur, Semob, Funad e Conselhos Estadual e Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

A intenção é fazer com que todos os problemas  de acesso das pessoas com deficiência aos transportes coletivos de João Pessoa, surgidos desde o início do recadastramento, sejam sanados.
A Funad entende que nenhum direito pode ser violado, embora considere importante o recadastramento .

Tão logo seja definido o reinício do recadastramento, o Sintur divulgará o novo calendário. Simone  Jordão - Presidente da Funad